IPTU Verde é a isenção ou a redução de pagamento do principal imposto municipal para quem possuir em sua casa soluções sustentáveis e que colaborem com o meio ambiente. Tais como: Energia Solar Fotovoltaica, Captação de Água da Chuva, Coleta seletiva de lixo, entre outras práticas que a Prefeitura reconheça como importantes e estratégicas para o município, são recompensados com isenção ou redução do imposto.

Guarulhos/SP e Salvador/ BA são algumas das primeiras cidades a utilizarem a iniciativa oferecendo o abatimento ou isenção do IPTU se o contribuinte oferecer contrapartidas socioambientais reconhecidamente importantes para a cidade.

Os descontos variam de 8% a 100% de acordo com a cidade. O benefício é valido por cinco anos e, para ter direito a ele, é necessário adotar ao menos duas iniciativas previstas na lei. Por exemplo, quem tiver uma ou mais árvores em casa ganha 2% de desconto no valor anual do imposto. A captação de água de chuva vale 3%. Aquecimento hidráulico solar, mais 3%. O uso de Energia Eólica permite um desconto de 5%. E o uso de Energia Solar Fotovoltaica concede 4% de desconto.

No Rio de Janeiro, foi criada a qualificação Qualiverde, que possui os mesmos preceitos do IPTU Verde envolvendo um sistema de pontos , sendo qualificado o projeto que aplicar, no mínimo, 70 pontos nas ações de sustentabilidade propostas no Decreto.